Conto setembro/2007

Escrevi esse conto no início de setembro de 2007 e enviei por e-mail para alguns amigos. Resgatei agora e decidi compartilhar!  Dedico para quem curte esta vibe meio “metal melódico”, entende? 
 
Na tristeza de vários dias sem sentir nada…eu acreditava que era superior a tudo e ao mesmo tempo que era a criatura mais medíocre do mundo…
Seria uma punição não amar…
Se é não se pode afirmar…mas assim foi por muitos anos…até que chegou..
A luz que refletiu nos olhos foi tão forte,tão diferente de tudo, que em um milésimo de segundo soube-se que a sua presença significava algo novo em minha existência.
Algo tão maravilhoso quanto perigoso…como dançar perto do abismo…
Foi assim durante muito tempo…não o tempo dos homens(calendário convencional)…dos medíocres homens…
A sensação de encontrar é quase um alívio. Durante toda a sua vida você não “encontra”…isso só acontece uma vez…
Quando você “encontra” a sensação é de que não precisa de mais nada, pois tudo está completo. Mesmo que no mundo ´normal´ ainda falte muita coisa.
Mas não existem encontros perfeitos…
As almas não sou perfeitas…logo..os encontros tão bem não são.
Precisamos aprender a lidar com as diferenças…amar o próximo,mas não esquecer que esse cuidado começa com você…com o amor próprio.
Por mais que você jure que o céu estava azul todos os dias as pessoas que não estavam adormecidas pela “luz daquela presença” vão lhe dizer que alguns foram de chuvas. Mas você não percebeu e isso não é uma crítica. Aconteceu e não é preciso se envergonhar de ter deixado as vezes esse mundo louco…de ter conhecido o mundo perfeito como afirmariam os filosofos..
Mas o mundo que você vive chama…vc precisa responder a chamada…e conviver de acordo com as regras dele…assim como descobrir as falhas…as mentiras..
Encarar as mentiras da antiga “presença” com pena e não se tornar uma pessoa má. É necessário mostrar o quanto você evoluiu depois de tantas decepções e esperar que a lei da vida se apresente.
Tudo o que você faz volta para você. A única lei que pode ser observada todos os dias…
A perdão também existe, mas para esse rio que estava tão calmo e depois sofreu com várias tempestades… é melhor que ele fique guardado por enquanto.
Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s