Resenha do filme Simplesmente acontece

Uma mistura de trilha sonora do Diabo veste Prada com aquelas comédias românticas da Meg Ryan na década de 90. Assim é o filme Simplesmente acontece (Love, Rosie). 😉

Os protagonistas iniciam sua história na Inglaterra. Eles são um casal de amigos desde a infância. Essa parte não me surpreendeu, pois eles passam por vários “desencontros” toda vez que rola um clima.
Captura de Tela 2015-03-24 às 11.59.19 PM
É o tipo de filme que todo mundo já sabe que o casal vai se perder bastante durante a construção da história e que no final vão viver juntos “felizes para sempre”. Os dois planejam mudar para Boston (EUA) para fazer faculdade. Alex (Sam Claflin) quer fazer Medicina e Rosie (Lily Collins) quer Hotelaria. Ele segue o checklist. Ela engravida, continua morando com os pais e vai trabalhar de camareira em um hotel próximo à sua casa.
O que salva o filme é a “sessão chororô”. O que isso? Aquele momento em que ela começa a ser mãe (antes tinha planejando entregar a criança para doação) e outros tantos. Não farei spoiller tá. Isso não nem é nem metade do filme.
É um filme para salvar um dia monótono. Para rir de bobagem mesmo.
Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s