Resenha do filme Califórnia

Passei o filme todo curiosa para saber se a história de protagonista do filme, Estela (Clara Gallo), é na verdade da Marina Person (que é a diretora). A garota vive a adolescência em plena década de 80. É antenada com as novidades da música pela curiosidade (e porque também recebe fitas K7 com lançamentos dos EUA que o tio envia).

Califórnia apresenta os conflitos da geração que bebia, usava drogas e não usava preservativos. Os conflitos existenciais são os mesmos da galera que curtia Backstreet Boys uma década depois e da galera que hoje curte ~~~sei lá o que ~~~~.

Caio Blat vive o personagem que é tio da Estela. Ele é um jornalista que até então morava nos EUA e planejava receber a sobrinha para uma viagem de férias pela Califórnia. Ele descobre que tem AIDS e – como naquela época a Medicina ainda não tinha os remédios necessários – vai definhando na volta para casa no Brasil.

Califórnia é um filme que reúne alguns debates like “Confissões de Adolescente” e conversas sobre estilos musicais como se estivéssemos em algum documentário da antiga MTV.

Gostei! 😉

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s