A deusa interior

A valorização do feminino e a luta por direitos está mais visível nos últimos anos. Não que exista um grande avanço. Mas, digamos, que hoje temos Twitter, Youtube, Blogs para questionar mais.

Trago para o Blog Prestenção a breve reflexão sobre o livro “A deusa interior”, de Jennifer Barker Woolger e Roger J.Wollger. Além de cases, são apresentadas as características de cada deusa que pode habitar dentro de nós.

Além de todos os questionamentos religiosos e políticos, esta obra apresenta o resultado de uma pesquisa psicológica feita durante muitos anos. Faz alusões às deusas da Antiguidade grega e não é à toa.

Ao começar a leitura você vai identificar o quão isso é atual. A vida no trabalho, as relações sociais, sexuais, de família e outros têm muita ligação com cada deusa interior. Os autores indicam que o ideal é a harmonização de todas as deusas existentes em nós. A predominância de uma, traz consigo seus defeitos também.

Além das descrições, a obra também apresenta a Roda das Deusas e o teste para que você faça e descubra suas influências.

Tipos de deusas

  • Mulher-Atena – é regida pela deusa da sabedoria e da civilização; ela busca realização profissional numa carreira, envolvendo-se com a educação, cultura intelectual, justiça social e com política.
  • Mulher-Afrodite – é regida pela deusa do amor, e está voltada principalmente para relacionamentos humanos, sexualidade, intriga, romance, beleza e inspiração das artes.
  • Mulher- Perséfone – é regida pela deusa do mundo avernal; ela é mediúnica e atraída pelo mundo espiritual, pelo oculto, pelas experiências místicas e visionárias, e pelas questões ligadas à morte.
  • Mulher-Ártemis – é regida pela deusa das selvas; ela é prática, atlética, aventureira, aprecia a cultura física, a solidão, a vida ao ar livre e os animais.
  • Mulher-Deméter – é regida pela deusa das colheitas; ela é uma verdadeira mãe-terra que gosta de estar grávida, de amamentar e de cuidar de crianças.
  • Mulher- Hera – é regida pela deusa dos céus, ela se ocupa do casamento, da convivência com o homem e, sempre que as mulheres são líderes ou governantes, de questões ligadas ao poder.

“Como ‘deusa’ queremos exprimir a descrição psicológica de um tipo complexo de personalidade feminina que reconhecemos intuitivamente em nós, nas mulheres a sua volta, e também nas imagens e ícones que estão em toda parte em nossa cultura. Por exemplo, a jovem executiva, inteligente e bem vestida, tão presente em nossas grandes cidades, é a personificação viva de um tipo de deusa que chamamos mulher-Atena, em homenagem à deusa grega.”

 

dscn3382Recomendo a leitura para mulheres, homens trans, homens héteros, enfim, todos! Começamos bem o mês de março. Quem sabe eu grave um vídeo detalhando essa teoria em breve ou faça mais posts.

Gostaram? =)


Você tem alguma sugestão de pauta de lifestyle? Envia pra mim aqui no Blog contato@prestencao.com , no meu Facebook , no Twitter ou no Instagram. Combinado? 😉

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s